Brasil vence e convence

Neste artigo no Vila da Penha Online, tem uma análise da vitória do Brasil por 3 a 1 contra a Costa do Marfim.

Mas quero ressaltar que a seleção brasileira melhorou e jogou muito bem, em comparação ao último jogo contra a Coréia do Norte. Mostrou uma boa marcação, apesar da bobeada no gol de honra dos marfinenses, que até pode ser considerada normal visto o placar e domínio do jogo pela seleção no momento.

No ataque foi eficiente com a forte jogada de contra-ataque, que tem sido a marca registrada desse time do Dunga. Luiz Fabiano, o “fabuloso”, como alguns narradores gostam de chamá-lo, desencantou e mostrou porque é o titular da seleção, merecidamente.

Mas alguns pontos negativos ficaram ressaltados. A falta de cabeça de alguns jogadores preocupa, como o lance da expulsão de Kaká, que apesar de não ter feito nada, faltou malandragem para fugir do choque físico com o “artista” africano.

E aquela velha deficiência de sempre para criação de jogadas quando tem que tomar partido na jogo. Deficiência essa criada pelo técnico ao deixar de fora jogadores que poderiam resolver esse problema.

E outra deficiência que não tem chances de mudar, é a falta de respeito e educação de Dunga, técnico da seleção brasileira, com os jornalistas brasileiros. Na entrevista coletiva após os jogos ele ofendeu os jornalistas presentes com palavrões e ironia, uma atitude que não condize com o cargo que ocupa.

Ser técnico da seleção do Brasil não é tarefa fácil e se não está preparado para tal que peça demissão. Os brasileiros merecem respeito, e se não for homem suficiente para assumir um cargo de tamanha importância que fique trancado dentro de casa com seus roupas ridículas! Nota -1 para Dunga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.