Chevrolet Agile muda de cara para tentar ressurgir no mercado

Chevrolet Agile adota novo visual para reverter baixa nas vendas
Chevrolet Agile adota novo visual para reverter baixa nas vendas – Fotos: Divulgação

O efeito conhecido no mercado de automóveis como “canibalização” já era esperado com o lançamento do Onix, que acabou tirando clientes do Agile. O diretor de marketing da Chevrolet, Hermann Mahnke, disse que uma média de 2 mil unidades do Agile deixaram de ser vendidas em 2013 com a chegada do novato.

Para rebater isso e conseguir comercializar 3.200 unidades do hatch mais velho por mês, a Chevrolet redesenhou faróis, lanternas, para-choques traseiro e dianteiro e a grade frontal na linha 2014 que começa a ser vendida neste mês. Na cabine, um volante com base reta tenta agregar um pouco de esportividade e todo o painel ganhou tom escuro. Mudanças de bom gosto para um carro que tinha formas duvidosas.

Chevrolet Agile adota novo visual para reverter baixa nas vendas
Chevrolet Agile adota novo visual para reverter baixa nas vendas

Agora o Agile custa a partir de R$ 42.990 com câmbio manual, R$ 2.670 a mais que o modelo anterior, e R$ 45.490 com o automatizado Easytronic. Também ganhou a versão Effect, vendida nas cores branca e vermelha e com acabamento de topo, LTZ. Há detalhes vermelhos na cabine, adesivos na carroceria e novas rodas de 16” pintadas de cinza fosco. Sai por R$ 44.490 (manual) e R$ 47.440 (Easytonic).

As duas opções de câmbio receberam mudanças na relação e no escalonamento das marchas. Os engates do modelo manual ficaram mais precisos e a primeira e a segunda marchas estão mais curtas. Já o diferencial da transmissão Easytronic ficou 6% mais curto e as atualizações reduziram um pouco dos trancos nas trocas de marcha, que agora podem ser feitas por borboletas atrás do volante.

Chevrolet Agile adota novo visual para reverter baixa nas vendas
Chevrolet Agile adota novo visual para reverter baixa nas vendas

De resto, o Agile continua o mesmo: tem motor 1.4 flexível de 102 cv (etanol), suspensão bem acertada, espaço interno honesto, volante pouco preciso em curvas, acabamento com excesso de plásticos… o Agile precisava de mudanças mais profundas e menos estéticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.