Dicas para pilotar uma motocicleta com segurança!

Um certo dia de verão, Paulo estava pilotando a sua moto nas ruas do bairro. Devido o calor, ele preferiu usar uma bermuda e chinelos. “Capacete? Só se for com a viseira aberta pro ar circular. Aliás, vou só ir na padaria aqui do lado, pra que afivelar o capacete?” disse para sua esposa antes de sair de casa.

Confiantes com sua experiência após vários anos pilotando a moto, não se preocupou em olhar para os dois lados de um cruzamento e entrou direto. Por pouco não foi atingido por um carro que vinha na direção contrária, mas o susto foi tão grande que apertou o freio com tudo.

Será que Paulo estava pilotando a sua moto da melhor forma possível? Pilotar a moto pode ser um pouco assustador no começo. Mas com o passar do tempo se ganha prática e experiência, e consequentemente mais confiança. Porém, independente de ter um ou vinte anos pilotando moto, seguir dicas de segurança é imprescindível: um pequeno deslize pode causar um grande acidente, no qual o motociclista é o mais vulnerável.

Se ligue nas dicas abaixo para pilotar sua motocicleta com segurança.

Conheça a sua moto

A primeira dica é muito importante: conheça a sua moto! Não adianta você conhecer todas as dicas para pilotar uma motocicleta, sendo que você não conhece a sua própria motoca. Isto porque cada modelo tem um comportamento diferente um do outro.

Conhecer a sua moto é saber se ela tem força para fazer uma frenagem em cima da hora sem deslizar na pista, por exemplo. No caso de ter comprado a moto pouco tempo, experimente fazer primeiro uma volta no bairro para depois poder pegar estradas com grande fluxo de carros.

Pilotagem defensiva

Quem pilota a moto em cidades grandes, como São Paulo e Rio de Janeiro, sabe que é preciso costurar os carros por vários quilômetros para chegar ao destino. Porém, sempre é necessário atenção para evitar acidentes. Como a locomoção da moto é mais rápida do que os carros, é preciso fazer com que você seja visto pelos outros motoristas.

Os chamados pontos cegos dos carros, ônibus e caminhões, podem ser uma armadilha para o motociclista. Para evitar isso, conheça os pontos cegos e utilize os faróis e lanternas acesos mesmo durante o dia. Se for necessário, use a buzina para chamar atenção dos motoristas.

Evite o máximo possível fazer ultrapassagens pelo lado direito do carro, já que muitos motoristas não olham para o retrovisor do lado do passageiro, além de ser proibido pelo código de trânsito. Evite ficar ao lado de caminhões e ônibus em rodovias, pois nunca se sabe quando ele irá fazer uma mudança de faixa ou uma conversão.

Em cruzamentos, olhe para os dois lados antes de entrar em uma rua, mesmo se a preferência for sua, assim você evita acidentes com motoristas e pedestres desatentos. Independente do uso de qualquer uma dessas dicas, sempre mantenha uma distância segura dos outros veículos.

Acessórios e roupas apropriadas

Já falei aqui sobre acessórios para moto. Porém, não é difícil encontrar pessoas pilotando motos com roupas inapropriadas, como chinelo, shorts e bermudas. Roupas que não protejam o seu corpo não são indicadas, porque em caso de batida, será a sua pele que vai raspar no asfalto sem nenhuma proteção. Além de proteção, as roupas e acessórios utilizados ao pilotar a moto, podem preservar a sua integridade.

O capacete é o item de segurança na moto mais comum, além de ser obrigatório pela legislação vigente, mas você usa ele de forma correta? O fechamento do capacete desafivelado é inaceitável, pois em uma queda, a primeira coisa a acontecer é ele sair da sua cabeça, assim não vai cumprir sua função de proteger sua cabeça.

O capacete ideal deve ficar justo e apertar um pouco as bochechas, mas não pode pressionar as laterais superiores da testa. Os folgados podem sair ou fazer você se machucar em uma queda. Lembre-se de manter a viseira sempre abaixada, protegendo os seus olhos contra poeira, poluição e insetos.

A maior dica é sempre usar roupas apropriadas para pilotar motocicletas, como jaquetas de poliéster, ou de couro, com proteções nos ombros e cotovelos, botas que protejam o tornozelo, luvas com proteções para os dedos e calças com reforço nos joelhos e quadril. O importante que todos esses itens sejam justos para cumprir a sua função de defesa.

Pode parecer exagero usar todos esses equipamentos e roupa apropriada, mas proteção nunca é demais.

Frenagem

A maneira mais indicada de frear a sua moto é usar 70% da força do freio dianteiro e 30% do traseiro em pistas secas. No caso de apertar somente o dianteiro, as chances de voar por cima da moto são grandes. Porém se a pista estiver molhada, aumente a força da roda traseira e diminua na dianteira, evitando o travamento da roda da frente.

Nada de usar a mão toda para acionar o freio: enquanto estiver pilotando, mantenha apenas os dedos indicadores e médios no freio, nada de deixar a mão inteira. Isto porque, em casos de desespero, você irá apertar com toda a força, podendo causar acidentes com o travamento dos freios.

Todo mundo sabe, mas não custa lembrar: tenha atenção na chuva com as pistas escorregadias. E em todo momento, haja com cautela ao passar pelas manchas de óleo no asfalto, chapas metálicas, buracos e outros vários empecilhos das vias esburacadas do Brasil.

Postura

Muitos motociclistas tem o costume de ficar com o pé na pedaleira para fora ou para baixo, porém essa pequena atitude é perigosa: já pensou o seu pé raspar em uma lombada ou meio fio? A maneira correta de posicionamento é deixar apoiado o peito do pé da pedaleira. Além de proteger o seu pé, você terá maior sensibilidade para pressionar a pedaleira.

Enquanto estiver na moto a força deve ser concentrada nas pernas: ao deixar os joelhos juntos ao tanque, você ganha maior estabilidade. Os braços devem ficar relaxados para você conseguir utilizar os mecanismos do guidão da moto da melhor forma.

Os cotovelos não devem ficar para baixo, porque em uma manobra mais brusca com o guidão, ele irá bater em seu abdômen, desequilibrando a motocicleta. Por isso, mantenha os cotovelos para fora, ganhando maior eficiência na manobra.

Espero que essas simples dicas ajudem a melhorar a forma de pilotar a sua motoca, trazendo mais segurança para seu passeio ou trabalho diário. Vocês querem ajudar? Então compartilhem o link desse artigo nas suas redes sociais para dar uma força na divulgação dele. E não se esqueçam de me seguir lá no Instagram, procure por @macleioficial ou pelo link https://instagram.com/macleioficial para ficarem por dentro de postagens exclusivas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.