Novo técnico e sua primeira convocação

Mano Menezes, o novo técnico da Seleção Brasileira.

A escolha do novo técnico da Seleção Brasileira foi um tanto confusa e meio atrapalhada. Primeiro o presidente da CBF sonhava com o Felipão, mas este já tinha dito que não aceitaria o cargo neste momento. Depois a CBF divulgou que tinha acertado com o Muricy Ramalho. Uma atrapalhada incrível, pois esqueceu que antes de divulgar a conversa teria que esperar a conversa do Muricy com o seu atual clube,  o Fluminense. O que se viu depois foi cômico e acabou por desmerecer um pouco o novo técnico, pois ficou claro que ele foi apenas a terceira escolha.

A escolha de Mano Menezes foi acertada, na minha opinião teria que ter sido a primeira escolha da CBF. Ele tem o perfil de um técnico firme e ao mesmo tempo amigo do jogador. Quem gosta de jogar futebol e trabalha sério tem chances enormes com ele. Mas não basta isso, tem que ter um futebol digno de uma seleção, ao contrário do técnico anterior que para ele bastava puxar o seu saco.

A convocação foi acerta, na minha opinião. Veja aqui mais detalhes. A lista tem os quatro jogadores da última seleção, que provavelmente são os únicos que mereciam serem reconvocados. Robinho, Ramirez, Daniel Alves e Thiago Silva, este último sequer atuou pela seleção na Copa da África do Sul.

Houveram algumas supresas, certezas e reparação de injustiças, como a convocação do goleiro Victor, do Grêmio, que era uma das poucas unanimidades para a última Copa do Mundo, mas que não foi convocado pelo então treinador da seleção, por motivos que não foram esclarecidos, mas todos acreditam que seja por ele não “puxar o saco”.

Certezas foram a convocação do quarteto do Santos. E as supresas foram algumas, como o zagueiro David Luiz, do Benfica de Portugal, e do meia Ederson, do Lyon da França. O goleiro Renan, do Avaí, também foi uma boa surpresa. Já o goleiro Jefferson do Botafogo já foi campeão mundial sub-20 pela seleção, é um goleiro experiente e tem a sua primeira chance na seleção.

Veja a relação completa da convocação.

  • Goleiros: Renan (Avaí), Jefferson (Botafogo) e Victor (Grêmio);
  • Zagueiros: Thiago Silva (Milan, Itália), David Luiz (Benfica, Portugal), Henrique (Racing S., Espanha) e Réver (Atlético-MG);
  • Laterais: Rafael (Manchester United, Inglaterra), Daniel Alves (Barcelona, Espanha), Marcelo (Real Madri, Espanha) e André Santos (Fenerbahçe, Turquia);
  • Meio Campo: Sandro (Internacional), Ederson (Lyon, França), Carlos Eduardo (Hoffenheim, Alemanha), Hernanes (São Paulo), Ramirez (Benfica, Portugal), Ganso (Santos), Lucas (Liverpool, Inglaterra) e Jucilei (Corinthians);
  • Atacantes: André, Neymar e Robinho (Santos), Alexandre Pato (Milan, Itália) e Diego Tardelli (Atlético-MG).

Agora só nos resta esperar pelo primeiro amistoso, no dia 10 de agosto, contra os Estados Unidos. Uma pena que os atletas só se apresentem no dia 8 e o técnico não terá tempo para fazer um treino sequer, mas o pontapé inicial está dado.

Boa sorte, Mano!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.